AMOR COM...E SEM PALAVRAS

quarta-feira, 23 de março de 2011

TENHO SEDE




Tenho sede,
Meu Amor
Tenho sede

Perdoa minha solidão,
Destes dias de tristeza
Em que minha alma
Se desencontra e perde o rumo

Perdoa meus erros,
Minhas fraquezas
Que a cada dia mais
Se revelam claramente

Sempre que, de ti,
Me distancio
Minhas fortalezas se desvanecem
Qual nuvem passageira 

As lágrimas saem de dentro,
De meu coração sedento
Deslizando pelo meu rosto
Não suportando mais este sofrer

Tenho sede,
Meu Amor 
Tenho sede

Vem…dá-me de beber
Sacia-me por inteiro
Como um rio que corre para o mar
Vem… 

Apraz-me com tua presença!


Isabrito

Sem comentários:

Enviar um comentário