AMOR COM...E SEM PALAVRAS

sexta-feira, 4 de março de 2011

UM DIA




De súbito, entre a sombria

roda dos dias iguais,

às vezes sucede um dia

que se distingue dos mais.

É um dia raro, feito

à medida do teu peito,

onde o meu busca repouso.

Um dia claro, luminoso

e sobre todos perfeito.

Um dia contra o cinzento

correr dos dias iguais,

no qual me invento e te invento

para sermos o momento

que não findará jamais.



Torquato da Luz

Sem comentários:

Enviar um comentário