AMOR COM...E SEM PALAVRAS

quinta-feira, 3 de julho de 2014

"É tão grande a insensatez dos homens que aceitam prestar contas de tudo 
quanto lhes é emprestado, mas ninguém se julga na obrigação de justificar o tempo
 que recebeu, apesar deste ser o único bem que,
por maior que seja a nossa gratidão, nunca podemos restituir..."

[Sêneca]

Sem comentários:

Enviar um comentário